terça-feira, julho 03, 2007

IDENTIDADE


Despojados do que somos
só o silêncio guarda a nossa identidade.
Limite do amanhã e do que fomos
a coutar a nossa intimidade.


in: O Espírito da Raiz

2 Comments:

Blogger Red said...

Aparências

Cruzei-me com um ser estranho
D`um negro reluzente
Caminhava com destreza e engenho
Mas este ser não era diferente

Era apenas construído
Parecia distante e perdido
Mas era apenas um actor
Que representava sem pudor

Quem és tu ser oco?
Porque falas tão pouco?
Mas eu vi, que era um pouco de tudo
Sem nunca ser nada....

Te digo então

Falo do alto. Do alto dos meus sapatos
Com legitimidade incipiente
com as palavras, traço retratos
De uma verdade contundente

Contudo estranho com sobriedade
um pseudo-retrato da verdade
por isso calo-me na certeza
de uma sublime natureza

agora para e respira
solta tudo de uma vez
o que disse era mentira
ou a questão dos porquês!!!

(Gonçalo Gouveia Rodrigues)

4:12 da tarde  
Blogger César Augusto said...

Silêncio - a preciosidade que todos nós temos mas pouco valor lhe damos. Não vou estar a falar muito para não dizer disparates... =P

7:31 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home