quinta-feira, abril 16, 2009

"Talvez seja bom nós, portugueses, não sabermos produzir mas sabermos utilizar aquilo que os outros produzem. Os povos que estejam fadados para produzir, que produzam. O importante é que nós possamos consumir os produtos deles e que saibamos fazer e desenvolver aquilo que lhes falta a eles. Os chamados povos industrializados têm produzido muita máquina e têm destruido muitas pessoas. Espero que os portugueses produzam menos máquinas mas saibam desenvolver pessoas. O que os sistemas vigentes fazem é enterrar gente viva, e destruí-la. As condições de vida, desde que se nasce até que se morre, não permitem que realizemos os nossos sonhos. Ora cada pessoa tem o dever de ser aquilo que é, e de se tornar contagioso, não no sentido de converter os outros, naquilo que é, mas no dos outros serem exactamente aquilo que são."

AGOSTINHO DA SILVA

1 Comments:

Blogger Augustus said...

Utópico para o sistema social vigente. O que não impede de ter completamente razão. Mas é uma razão pouco prática. Revolucionária.

5:02 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home