segunda-feira, janeiro 05, 2009

HOMEM

ao Balbino


Ganha o que és

despe o sofrimento

de te veres outro


ganha o que és

despe-te do espírito de porco


ganha-te


de barro são os pés

do outro.


(poema inédito 5.I . 2009) Carlos Carranca